AM 0016 – INVEJA – Texto completo

Coletei vários materiais sobre a INVEJA e resumi nesse texto.

Essa fraqueza humana é tão ignóbil (deplorável, indecoroso) que ninguém jamais a confessa.

Podemos reconhecer para nós e para os outros a raiva, ciúmes, tristezas, medos, algumas fraquezas… mas, a inveja, nunca.

De todos os distúrbios da alma, a inveja é a única que não se confessa – Plutarco (46-120 DC )

Parecer melhor do que os outros é sempre perigoso, mas o que é perigosíssimo é parecer não ter falhas ou fraquezas.

A inveja cria inimigos silenciosos. É sinal de astúcia exibir ocasionalmente alguns defeitos, e admitir vícios inofensivos, para desviar a inveja e parecer mais humano e acessível.

S

Só os Deuses e os mortos podem parecer perfeitos impunemente.

É preciso muito talento e habilidade para dissimular o próprio talento e habilidade. ( LA ROCHEFOUCAULD – 1613-1680 )

É muito difícil para o ser humano lidar com sentimentos de inferioridade.

A maioria de nós tem uma noção INFLADA de si mesmo

A ideia de uma capacidade, talento ou poder superior, quase sempre nos deixa perturbados e constrangidos. Isto porque a maioria de nós tem uma noção INFLADA de si mesmo e, se encontramos alguém superior, vemos claramente que somos de fato MEDÍOCRES ou, pelo menos, não tão brilhantes quanto pensávamos ser. Essa perturbação da imagem que temos de nós mesmos desperta emoções desagradáveis.

No início sentimos INVEJA: se tivéssemos a qualidade ou habilidade da pessoa superior seríamos felizes.

Mas a INVEJA não conforta nem torna as pessoas iguais.

Nem podemos reconhecer que a sentimos, pois é mal vista socialmente – mostrar INVEJA é admitir estar se sentindo inferior.

Para os amigos íntimos, podemos confessar nossos desejos ocultos frustrados, mas jamais confessaremos que sentimos INVEJA.

Portanto, ela permanece em segredo.

Nós à disfarçamos de várias maneiras, encontrar motivos, por exemplo, para criticar a pessoa nos faz sentir assim, tipo:

– Ele pode ser mais esperto do que eu, dizemos, mas é uma pessoa sem moral nem escrúpulos.

Ou,

– Ele pode ter mais poder, mas é um trambiqueiro.

 Quando não é a calúnia, é o excesso de elogios – outro disfarce da INVEJA.

Existem várias estratégias para se lidar com a emoção insidiosa e destrutiva da INVEJA.

1) Aceite o fato de que haverá pessoas que desejarão superá-lo de alguma forma, e também de que você é capaz de INVEJÁ-LAS. Mas faça desse sentimento um caminho para se forçar a igualar ou superar essas pessoas um dia. Deixe que a INVEJA se volte para dentro e ela envenenará a sua alma; empurre-a para fora, e ela poderá levá-lo a grandes alturas.

2) Compreenda que enquanto você ganha poder, quem fica lá embaixo vai invejar você. Podem não mostrar, mas é inevitável. Não aceite ingenuamente a fachada que eles mostram – leia nas entrelinhas das suas críticas, das suas pequenas observações sarcásticas, os sinais do golpe traiçoeiro, o elogio exagerado que está preparando você para a queda, a expressão ressentida no olhar. Grande parte da dificuldade com a inveja surge quando a reconhecemos tarde demais.

3) Finalmente, pode contar que as pessoas que o invejam vão trabalhar contra você insidiosamente. Colocarão obstáculos no seu caminho que você será incapaz de prever, ou que não conseguirá descobrir a sua origem.

É difícil se defender desse tipo de ataque.

E quando você percebe que a INVEJA está na raiz do sentimento que uma pessoa tem por você, quase sempre já é tarde: as desculpas que você der, a sua falsa humildade, as suas atitudes defensivas, só exarcebam o problema.

Visto ser muito mais fácil procurar não despertar a INVEJA logo de início, do que se livrar dela depois que ela já existe, você deve usar estratégias para impedir que ela aumente.

Quase sempre são as suas ações que despertam a INVEJA, a sua própria falta de percepção.

Tomando consciência dessas ações e qualidades geradoras de INVEJA, você lhes arranca os dentes antes que possam devorá-lo. Sair cantando vitórias –

Quem provoca a INVEJA é tão culpado quanto a que sente.

Mal acontece alguma coisa boa com elas, por acaso ou intencionalmente, saem cantando vitórias.

De fato, sentem prazer em fazer as pessoas se sentirem inferiores.

Uma promoção inesperada, uma vitória ou sucesso.

Sir Walter Raleign

Grande talento natural – Sir Walter Raleigh foi um dos homens mais brilhantes da corte da rainha Elizabeth I, da Inglaterra. Era um hábil cientista, escreveu poesias ainda reconhecidas entre os textos mais belos da época, foi um comprovado líder, um empreendedor ousado, com seu charme conquistou um lugar favorito da rainha. Onde ele ia, entretanto, tinha gente bloqueando o seu caminho. Acabou caindo em desgraça, o que o levou à prisão e depois ao encontro do machado do carrasco.

Raleigh não conseguiu entender a teimosia oposição que enfrentava por parte de outros cortesões. Não percebeu que, além de não disfarçar o grau de suas habilidades e qualidades, ele as impunha a todos, exibindo a sua versatilidade, pensando que assim impressionava as pessoas e conquistava amigos. De fato ele conquistou foi inimigos secretos, gente que se sentia inferior a ele e fazia o possível para arruiná-lo ao menor tropeço ou erro.

A PIOR INVEJA

O tipo de INVEJA que Sir Walter Raleigh despertou é o pior: foi inspirado por seu talento natural e graça, que ele gostava de ostentar na sua plenitude.

DINHEIRO

Dinheiro qualquer um pode ter.

PODER

Poder – também, qualquer um pode ter… mas

INTELIGÊNCIA, BOA APARÊNCIA, CHARME

Essas qualidades não se compram. Uma das piores inveja é sobre as coisas que não se pode comprar: Felicidade, alegria, paz, saúde, inteligência, boa aparência, charme

PARA FUGIR DA INVEJA

O naturalmente perfeito deve se esforçar muito para disfarçar o seu brilho, exibindo um defeito ou dois para desviar a INVEJA antes que ela se enraize. Ex: Medo de altura; fobias etc

ERRO GRAVE

É um erro grave e ingênuo pensar que está encantando as pessoas com seus talentos naturais, quando de fato elas estão detestando você.

Illustration of a Jean François Paul de Gondi, cardinal de Retz (29 September 1613 – 24 August 1679) was a French churchman, writer of memoirs, and agitator in the Fronde

EXEMPLO DE RETZ

Quando o arcebispo de Retz foi promovido a cardeal, em 1651, ele sabia muito bem que muitos dos seus ex-colegas o invejavam. Retz fez o possível para diminuir o seu mérito e enfatizar o “PAPEL DA SORTE” no seu sucesso. Para não deixar as pessoas constrangidas, ela agia com HUMILDADE e DEFERÊNCIA, como se nada tivesse acontecido. ( Na realidade, é claro, agora ele tinha muito mais poder do que antes.).

SIGA O EXEMPLO DE RETZ: A SORTE

Enfatize sutilmente a SORTE que você teve, para tornar a sua felicidade mais acessível aos outros, e menos intensa a necessidade de INVEJAR.

Cuidado com a FALSA MODËSTIA

FALSA MODÉSTIA

Cuidado para não fingi uma falsa modéstia que as pessoas possam perceber. Isso só as tornará mais INVEJOSAS.

A atuação tem de ser boa; sua humildade, e a sua fraqueza com aqueles que ficaram para trás, tem de parecer autêntica.

LEMBRE-SE

Apesar da sua posição elevada, não lhe fará bem afastar-se dos seus antigos colegas. O poder requer uma base de apoio ampla e sólida, que a INVEJA pode destruir silenciosamente.

PENA DELE MESMO

Segundo o estadista e escritor elizabetano Sir Francis bacon, a política mais sensata do poderoso é criar uma espécie de “PENA DELE MESMO”, como se as suas responsabilidades fossem um peso e um sacrifício. Como alguém pode invejar um homem que assumiu uma carga tão pesada em prol do interesse público? Disfarce o seu poder como uma espécie de sacrifício auto-imposto, em vez de um manancial de felicidade, e você se tornará menos INVEJÁVEL. Enfatize os seus problemas e transformará um perigo em potencial (a INVEJA ) numa fonte de apoio moral (pena).

SUA SORTE BENEFICIA OS DEMAIS

Manobra semelhante é sugerir que sua sorte será benéfica para as pessoas ao seu redor.

MEDO DE ARANHA

EXIBA SUAS FRAQUEZAS

Para desviar a inveja, Gracián recomenda que o poderoso exiba uma fraqueza, uma insignificante imprudência social, um vício inofensivo. Dê aos que o invejam algo com que se alimentar, distraindo-os dos pecados que você comete. Lembre-se: é a realidade que importa. Você talvez tenha que jogar com as aparências, mas no final terá o que conta: o verdadeiro poder.

ELOGIO EXAGERADO PODE SER UM DISFARCE DA INVEJA.

Cuidado com alguns disfarces da INVEJA. O elogio exagerado é quase sempre um sinal certo de que a pessoa que está elogiando INVEJA você: está preparando você para uma queda – será impossível você se manter à altura desses elogios – ou afia as Lâminas pelas suas costas.

CRÍTICA DEMAIS PODE SER UM DISFARCE DA INVEJA.

Ao mesmo tempo, é provável que aqueles que o criticam demais, ou que o caluniam em público, também tenham INVEJA de você. Reconheça o comportamento dessas pessoas como INVEJA disfarçada e fique longe da armadilha das ofensas mútuas, ou das críticas levadas a sério. Vingue-se ignorando a sua presença mesquinha. .

NÃO AJUDE QUEM O INVEJA

Não tente ajudar ou prestar favores a quem o INVEJA; vão pensar que você está sendo condescendente e acentuará os sentimentos de inferioridade. Quando a INVEJA se revela como tal, quase sempre a única solução é fugir da presença dos invejosos, deixando-os arder no inferno que eles mesmos criaram.

AMBIENTE MAIS PROPÍCIO

Os efeitos da INVEJA são mais graves entre colegas e pares, onde existe um verniz de igualdade. A INVEJA também é destrutiva em ambientes democráticos onde as manifestações públicas de poder são alvo de desprezo. Tenha uma dose extra de sensibilidade nesses ambientes.

COMO LIDAR ( O INVERSO )

O motivo para se ficar atento com os INVEJOSOS é que eles são muito dissimulados, e encontrarão inúmeras formas de destruí-lo aos poucos.

Mas ficar rondando, cheio de cuidados, em geral só aumenta a INVEJA que eles sentem.

Percebem que você está sendo cauteloso, e isso lhes parece ser mais um sinal de sua superioridade.

Por isso, é preciso agir antes que a inveja fixe as suas raízes.

QUANDO A INVEJA JÁ ESTIVER INSTALADA FORTEMENTE.

Quando já existir a INVEJA, por sua culpa ou não, às vezes é melhor usar abordagem inversa: mostre um DESPREZO total por aqueles que o INVEJAM.

Em vez de ocultar a sua perfeição, torne-a óbvia.

Faça de cada triunfo uma chance para deixar os INVEJOSOS se contorcendo.

A sua sorte e o seu poder será o inferno para eles.

Se você alcançar uma posição de poder incontestável, a INVEJA deles não terá nenhum efeito sobre você, e será a sua melhor vingança: eles ficam presos à INVEJA, enquanto você fica livre com o seu poder.

O teto da Capela Sistina é constituído por um extenso afresco, concebido por Michelangelo entre 1508 e 1512. O trabalho, feito a pedido do papa Júlio II, é considerado não só um marco da pintura da Alta Renascença, mas também uma das mais famosas obras da história da arte e um dos maiores tesouros da Santa Sé. Situada no Palácio Apostólico, residência oficial do Papa na Cidade-Estado do Vaticano.

MICHELÂNGELO – O triunfo de Michelângelo sobre o virulento arquiteto Bramante, que INVEJAVA a habilidade divina de Michelânelo. Para afastá-lo da escultura, Bramante sugeriu que o papa encomendasse a pintura dos murais da Capela Sistina. O projeto levaria anos, durante os quais Michelângelo não poderia mais esculpir as suas maravilhosas estátuas. Além disso, Bramante considerava que Michalângelo não era tão bom pintor quanto escultor. A capela arruinaria a sua imagem de artista perfeito. . Michelângelo percebeu a armadilha e quis recusar a encomenda, mas, como não podia negar um pedido ao papa, concordou sem se queixar. Mas aí, então, ele usou a INVEJA de Bramante para chegar ao auge, fazendo da Capela Sistina a sua obra mais perfeita. Sempre que ouvia falar dela, ou a via, Bramante sentia-se ainda mais oprimido pela própria INVEJA – a forma mais agradável e permanente de se vingar do INVEJOSO.

INVEJA – Único defeito que não se confessa

Alguém já confessou seriamente sentir INVEJA? Há nela algo que se considera universalmente mais vergonhoso até do que o crime perverso. E não só todos a repudiam, como os mais agraciados inclinam-se a não acreditar quando é atribuído com sinceridade a um homem inteligente.

INVEJA SE ALOJA NO CORAÇÃO E NÃO NO CÉREBRO

A inveja se aloja no coração e não no cérebro, então, a inteligência não é garantia contra ela. ( BILLY BUDD, HERMAN MELVILLE – 1819-1891 ).

“A INVEJA é o tributo que tudo que se distingue tem de pagar.”

Se ficou intrigado com esse assunto leia “AM 0352 – O momento mais perigoso é o da vitória”, clicando abaixo.

AM 0352

Se quiser ler as matérias anteriores e as novas em primeira mão, entre no meu canal do Telegram.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Telegram-Canal.png

e no meu grupo do linkedin

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Linkedin-Logo-1024x576.png

E no meu grupo de chat do Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Telegram-Grupo.jpg

Compilado por Haelmo (19) 99200-3600

www.haelmo.com.br

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Haelmo de Almeida